Home Artigos Empreendedorismo Empreendedoras com Propósito

Empreendedoras com Propósito

Negócio próprio

O que preciso para começar o meu negócio próprio?

Uma paixão, costumo responder.

Acredito que um projeto sustentado por uma paixão tem muito mais probabilidade de ter sucesso. Li uma vez que apenas cerca de 10% da população mundial se sente totalmente realizada profissionalmente. Estas pessoas sentem que estão a concretizar o seu propósito de vida, pelo que o seu trabalho, ao invés de uma obrigação, é considerado um verdadeiro prazer. Em qualquer biografia dos grandes casos de sucesso da história, encontramos uma característica em comum – a paixão pelos seus projetos.

A paixão que sentimos em fazer algo é o motor que nos mantem em movimento quando o corpo teima em parar e a mente em sabotar. É a paixão que nos faz continuar, é a paixão pelo nosso projeto que nos faz acreditar que é possível.

Mas como descobrir essa Paixão?

Não é necessariamente apenas uma paixão, podem ser várias coisas que goste de fazer. Paixões são aquelas atividades que nos entusiasmam só de pensar nelas, são aquelas coisas que fazemos sem darmos pelo tempo passar, que fazemos sem ninguém nos pedir e que faríamos mesmo que não nos pagassem dinheiro algum por isso.

Reflita sobre essas paixões, que atividades tem ou que coisas lhe despertam estes sentimentos? Pode ser algo no seu trabalho que lhe dê mais entusiasmo, pode até ser um hobby ou aquele sonho secreto que mais ninguém conhece.

Todas temos as nossas.

Escrever, pintar, cantar, fotografar, cozinhar, ….

Moda, artesanato, informática, crianças, animais, livros, viagens …

Fico surpreendida com a quantidade de vezes que as pessoas não vêm as suas paixões como uma potencial fonte de rendimento. Se adora cozinhar, porque não criar algo com isso? Não precisa abrir imediatamente um restaurante, pode partilhar receitas, fazer comida para fora, criar um blog, … Existem tantas formas de dar asas às paixões.

Aliados às nossas paixões surgem os talentos. Aquelas coisas que fazemos de forma natural, que fazemos sem esforço, que os outros nos admiram e a nós parece-nos algo tão simples. Um Talento é um género de um dom, algo que lhe é inato, por exemplo: pode ser bom a falar em público, a escrever, a organizar, a ensinar, a fazer contas, a tocar um instrumento musical, a vender produtos, a cozinhar, etc.

Acredito que não nascemos com as nossas paixões e talentos por acaso.

Podemos e devemos fazer algo com eles.

Escreva uma lista com tudo aquilo que gosta de fazer, tudo aquilo que lhe dá prazer, tudo o que a apaixona.

Depois escreva uma outra lista com todos os seus talentos, tudo aquilo que faz bem, sem esforço, tudo o que os outros por norma admiram em Si. Se sentir necessidade, pergunte ao marido, aos filhos, aos amigos, a quem a conhece bem.

Observe as duas listas. Consegue encontrar alguns pontos em comum?

Certamente. Agora que encontrou pontos em comum, pense no que poderia fazer com isso. Como transformar essas paixões e talentos num negócio próprio. Mostre a lista a amigos, colegas, outros empreendedores, peça sugestões.

Dedique tempo a pesquisar o que existe nessa área, quem já esta a fazer algo parecido, aprenda com quem já tem resultados.

Defina aquilo que gostaria realmente de fazer de acordo com os seus Talentos e Paixões e defina o que será necessário fazer para lá chegar.

Viva o seu PROPÓSITO de VIDA

Acredito que quando vivemos os nossos Talentos e Paixões, vivemos o nosso Propósito de Vida. Dedique tempo ao seu Propósito, todos os dias reserve um tempinho para viver os seus talentos e as suas paixões e vá aumentado esse tempo a cada dia, não se admire se começar a sentir-se subitamente muito entusiasmada. Esse é o sinal de que precisa para ter a certeza de que é esse o seu propósito. É natural que até descubra novas paixões e talentos que estavam escondidos à espera da sua permissão para serem revelados.

Se quiser viver exclusivamente dos seus Talentos e Paixões terá de ser persistente.

Não desista perante a primeira adversidade.

Não existe nada mais gratificante do que vivermos as nossas paixões.

E se é para criar um negócio próprio que seja em algo que nos apaixone.

 

Ana Rosa

 


Ver Também

Empreendedorismo Social – O rei vai nu?

Durante 10 anos trabalhei na área social e, mais recentemente, tenho-me dedicado ao estudo…

Recomendações

cuidados paliativos

LInQUE

Empreendedora: Elsa Mourão Projeto: LInQUE Área de atividade: Cuidados Paliativos Contatos: Telefone: 916 678 …

Inscrição em Eventos