Home Artigos Vida Hábitos e resistência à mudança

Hábitos e resistência à mudança

hábitos

Com certeza já ouviu a frase “o ser humano é um ser de hábitos”. Certo? E o que fazemos com essa frase na maioria das vezes? Resposta: Ouvimos, assumimos, e acima de tudo usamos como desculpa para justificar os nossos maus hábitos.

Tenho uma boa notícia para si: se quiser mudar os hábitos, consegue. Não existe nenhum botão mágico que faça com que os hábitos mudem do dia para a noite, mas é possível, e está ao alcance de todas nós.

Mudar de Hábitos

Para mudar o hábito temos de andar para trás na sequência lógica das acções que realizamos e que fundamentaram o aparecimento desse hábito. Ou seja: para mudar o hábito precisamos de mudar antes disso um comportamento. E antes de mudar o comportamento precisamos de mudar um sentimento (que originou esse comportamento) e ainda antes disso tudo precisamos de mudar um pensamento (que originou o sentimento).

Tanta confusão, tanta teoria! Não se assuste, não há nada mais prático. Se é fumadora, por exemplo, com certeza que não gostou do sabor e da sensação do fumo na primeira vez que fumou. Não gostou mas repetiu tantas vezes que hoje em dia é um hábito, e mais do que isso: um vício. Tudo partiu de um pensamento, que foi seguido de um sentimento (nem que fosse a necessidade de pertença a um grupo social), seguido por um comportamento que foi repetido tantas vezes que se tornou um hábito.

Agora pergunto: quer mudar algum hábito na sua vida que não lhe esteja a ser benéfico? Se sim, comece por ter em atenção os seus pensamentos, e comece a contrariá-los com outros pensamentos, repetindo isto tantas vezes quanto as que forem necessárias para substituir o hábito nocivo por um hábito mais benéfico para si.

O Desafio

Isto é desafiante: requer trabalho, requer acima de tudo um elevado grau de atenção e posterior controlo sobre os nossos pensamentos. Tem ideia do tipo de pensamentos que tem ao longo de um dia inteiro? Presta atenção a tudo o que pensa? São pensamentos positivos ou negativos? E depois dos pensamentos negativos, como se sente? E o que faz a seguir?

Tantas perguntas merecem resposta, se a ideia é mudar um hábito que já se encontra enraizado na sua vida mas que não traz nada de bom.

O Coaching

O Coaching pode ajudar no processo de substituição de hábitos. Um Processo de Coaching pode ser definido nesse sentido, e ao longo do mesmo serão utilizadas Ferramentas específicas que ajudarão a criar uma mudança sustentável.

Há pouco falei do hábito / vício de fumar… Mas existem muitos mais. Por exemplo: Você tem o hábito de desenvolver conversas constantemente destrutivas consigo própria? Que grande luta diária… Uma luta tão desgastante que aos poucos foi assumida como uma derrota. Certo? E já pensou qual foi a origem dessa voz interior que fala consigo constantemente? Um pensamento, com certeza.

Este ciclo é de fácil entendimento, mas a sua execução é desafiante, mas muito possível.

Volto a dizer: não existe um botão mágico que nos faça mudar da noite para o dia, a chave nestes casos é a repetição. Um hábito cria-se através da repetição, não existe ciência nenhuma neste processo. A ciência encontra-se sim na identificação da génese dos hábitos.

Mafalda Almeida


Ver Também

Desenvolvimento Pessoal  –  O cão que persegue a própria cauda?

Quer ser uma pessoa melhor? Não se preocupe, a resposta está mesmo ao virar da esquina, ou…