Home Testemunhos No sofá com a Empreendedora Gisela Santos – 2Gather

No sofá com a Empreendedora Gisela Santos – 2Gather

empreendedorismo feminino

P. – Qual a tua atividade profissional?

Sou Assistente Virtual e ajudo empresários a terem mais tempo e sucesso nos seus negócios. Fundei a 2Gather – Consultoria e Assistência Virtual, e também dou workshops e formações a empresários e empreendedores.

P. – Quando sentiste o “chamamento” do empreendedorismo na tua vida?

Após ter o meu segundo filho. Senti que precisava de liberdade e de me sentir realizada, precisava de ser eu a gerir o meu tempo e o meu trabalho. Trabalhei durante 10 anos na área de Recursos Humanos e Eventos, sempre em empresas onde a disponibilidade tinha que ser total, e onde as horas que trabalhava nunca eram as suficientes. Foi a partir daí que comecei a ter a nítida sensação que precisava de me sentir realizada e valorizada, então decidi apostar em mim e nas minhas capacidades.

P. – Como começaste o teu percurso empreendedor?

Comecei no final de 2017 quando percebi que a Assistência Virtual se encaixava naquilo que pretendia fazer. Um serviço de excelência, personalizado e dedicado às necessidades do cliente. A minha experiência ao longos dos anos permite-me oferecer serviços na área administrativa e de secretariado, na área comercial, na área de recursos humanos, eventos e criação de conteúdos para Blogs, Facebook e Instagram.

P. – Que dificuldades encontraste nesse percurso e como as contornaste?

Encontrei três grandes dificuldades:
1 – Gestão do meu tempo, uma vez que trabalho em casa e sou eu que faço os meus horários. Tive que me disciplinar, definir tarefas diárias e horários para trabalhar, sem perder o foco por estar em casa.
2 – Trabalhar sozinha, pois sempre trabalhei em equipa e por vezes surgem dúvidas e não temos com quem partilhar. Tenho uma rede de suporte online onde estão outras empreendedoras e ajudamo-nos mutuamente.
3 – Perceber de todas as áreas de um negócio: gestão de clientes, gestão financeira, gestão de tempo, de recursos e de pessoas. A forma que arranjei para contornar esta situação foi pesquisar, estudar e falar com pessoas entendidas nas áreas em questão.

P. – Comparando a tua atual atividade profissional empreendedora com o trabalho que tinhas antes, que diferenças destacas?

A principal diferença é a realização profissional. Nunca me tinha sentido tão feliz em termos profissionais, mesmo trabalhando muito mais horas do que trabalhava. Mas trabalhar com gosto, faz com que nem me dê conta do tempo que estou a trabalhar.
Outra das diferenças é a gestão de tempo. Posso trabalhar mais horas, mas sou eu quem gere as horas que trabalho e sinto que a produtividade é muito maior.
A liberdade de escolhas: local de trabalho, tipo de clientes, método de trabalho, parceiros.
A aprendizagem constante, pois para gerir o meu negócio tenho que perceber de várias áreas, e isso faz com que esteja constantemente a estudar e a evoluir.
E a grande diferença que encontro é o facto de ter tempo para a minha vida pessoal, para estar com quem mais amo e fazer o que mais gosto.

P. – Que dicas gostarias de partilhar para quem quer dar os primeiros passos numa carreira empreendedora?

Acreditem em vocês, nas vossas capacidades e nas vossas competências. Não basta pensar que se quer mudar, que gostava de ter um negócio próprio. Tem que se querer, tem que se agir, e quando se quer mesmo muito, tudo é possível.
Não tenham medo, é o medo o nosso principal bloqueio. Enquanto tive medo não avancei com o meu negócio, até ao dia em que percebi que só bastava deixar de ter medo e acreditar. E hoje em dia estou feliz e com o meu negócio consolidado.


Ver Também

No sofá com a Empreendedora Sandra Veloso – DP.ON

P. – Qual a tua atividade profissional? Sou Auditora, Consultora e Formadora na DP.ON – Da…