Home Artigos Empreendedorismo Dicas para passar de empregada a empreendedora

Dicas para passar de empregada a empreendedora

empreendedorismo

Muitas mulheres que chegam ao nosso Portal começaram por trabalhar em part-time, mas chega sempre um momento em que existe uma necessidade de passar de empregada a empreendedora a tempo inteiro (isto é muito bom sinal, sinal que existe volume de negócios suficiente). No entanto, todos nós conhecemos as desvantagens de ser empreendedora a tempo inteiro, por isso, com este artigo, esperamos deixar algumas dicas para que a transição seja o mais indolor e fácil possível.

Informação

Antes de se lançar a tempo inteiro no mundo dos empreendedores informe-se o máximo que puder. Leia livros, blogs, notícias, testemunhos, tudo aquilo que consiga devorar, seja online ou offline. No nosso portal existem já alguns artigos, sendo que para já são poucos mas certamente irão ser muitos mais. Se for possível, inscreva-se em fóruns especializados e tire todas as suas dúvidas, adquirindo assim informações super valiosas na área. Uma coisa muito simples de fazer é uma pesquisa no Google sobre a palavra Empreendedor,  que pode trazer-lhe milhares de resultados interessantes, mas não se deixe levar por toda a informação que encontre, seja selectiva.

Apoio

Em muitos países, não muito em Portugal infelizmente, já se vê um grande apoio por parte do Estado aos novos empresários e profissionais liberais, apesar de cada vez mais existir esse apoio por parte da nossa legislação. Informe-se sobre o que existe na sua região e no seu país, e junto das entidades competentes tente encontrar a melhor solução para si. Existem também locais de Coworking, em Portugal estão a crescer a olhos vistos, onde poderá encontrar ajuda de outros Freelancers ou obter apoio em questões técnicas e legais a preços realmente muito baixos. Estes espaços de Cowork ajudam não só a criar uma rotina de trabalho diferente, como também com o contacto com outros profissionais se tiram imensas dúvidas ocasionais.

Faça as suas economias

Antecipe-se aos momentos difíceis fazendo as suas próprias economias enquanto é possível, ajudando assim a ultrapassar momentos em que não surjam clientes. É normal que nos primeiros meses os clientes demorem a surgir, ou até mesmo a meio da sua carreira existem momentos mais parados, por isso é importante ter algum pé-de-meia para se conseguir governar. Lembre-se que trabalho não existe sempre, mas todos os dias precisa de comer e pagar as suas contas. Por isso, enquanto está empregado, economize o máximo que conseguir, não só para iniciar a sua carreira independente, como para os momentos mais complicados que possam surgir.

Trace as suas metas

Antes de iniciar a sua carreira ou o seu negócio, trace as suas metas a curto, médio e longo prazo. Só assim conseguirá analisar o percurso depois de alguns meses, se está a ter ou não sucesso. Depois de atingir as primeiras metas, vai-se sentir muito mais confiante, mas nunca desista daquelas que ainda não conseguiu atingir, uma meta é sempre um objectivo para cumprir. Mais tarde, poderá começar um plano de negócios (a outra dimensão), e nunca se sabe se não está perante o início de uma actividade empresarial de maiores dimensões.

Seguros, Contas, etc

É importante que tenha um seguro, de saúde, de vida, etc. Lembre-se que está a trabalhar de forma independente, logo, não tem acesso a benefícios sociais que teria enquanto empregada por conta de outrem. Por isso, é importante que zele pela sua vida e saúde de forma autónoma e pró-ativa. É ainda importante separar o seu dinheiro do trabalho do seu dinheiro pessoal, isto irá ajudá-la a perceber como está a correr o seu negócio. Assim, abra uma conta para o seu trabalho, mantendo a sua conta pessoal. Se for possível, opte por um apartado nos correios e tente não misturar a sua correspondência pessoal com a de trabalho, o que irá facilitar a sua organização.

A importância de uma carteira de clientes

Para quem está a começar a tempo inteiro como empreendedora, uma boa carteira de clientes é meio caminho andado para o sucesso inicial. Para conseguir novos clientes, é essencial que tenha um bom portfólio (qualidade e variedade) para mostrar, por isso se já trabalhou como trabalhadora independente terá uma carteira de clientes associada ao seu portfólio de trabalho, que poderá exibir da melhor forma possível. Se ainda não teve clientes para preencher o seu portfólio, procure entrar em projectos com outras empreendedoras, criar stock de material, participar em eventos, concursos e passatempos, tudo o que exista, para posteriormente utilizar esses materiais no seu portfólio. Lembre-se que o seu portfólio é a sua imagem de marca perante novos clientes, trabalhe para consegui-lo e garantirá experiência e variedade aos seus novos clientes.

A sua imagem

Desde cedo, é importante começar a tratar a sua imagem da melhor forma possível. Com a construção de toda a identidade visual (Logótipo, Cartão de Visita, Envelopes, Papel de carta, Website, etc), garantirá que a sua imagem seja associada ao seu trabalho e ainda que o seu nome ficará guardado no pensamento de quem o vê. Um bom logótipo, uma imagem marcante, é uma boa forma de cativar a atenção de potenciais clientes. Certifique-se que tem toda a sua imagem delineada e finalizada antes de se lançar definitivamente, assim garantirá que a sua imagem ficará devidamente associada ao seu trabalho. Evite estar constantemente a modificar a sua imagem, pois isso vai levar a que os clientes não associem logótipos passados ao novo, e vice-versa.

Marketing

É importante que olhe para si como um “produto”, ou seja, é essencial que o saiba vender da melhor forma, senão nunca conseguirá chegar onde quer, aos potenciais clientes. Faça-se chegar a todo o tipo de clientes, regionais, nacionais, internacionais, por todos os meios ao seu dispor. Procure sempre chamar a atenção de forma positiva e marcante. Faça publicidade em sites da especialidade, nos jornais, ou simplesmente seja criativa, e vai ver que a sua imagem e o seu produto ou serviço irão chegar da melhor forma aos futuros clientes, chamando a sua atenção para a sua existência e valência.

Contactos

Os seus contactos são tão importantes como tudo o resto. Seja a sua rede de amigos de infância, a sua família, os amigos virtuais ou simplesmente as redes sociais, devem ser tidos em conta quando divulga seu trabalho e serviços. Se tiver sorte, certamente que existirá algum amigos que conhece uma pessoa que necessita dos seus serviços, ou mesmo uma rede de contatos em que alguém precisa de um trabalho seu. É sempre importante manter o contacto com a rede exterior e nunca descorar a socialização.

Conclusão

Se depois de ler todos os tópicos se sente preparada para deixar um trabalho aborrecido e pouco motivador e lançar-se numa carreira independente, então lembre-se que o empreendedorismo não é fácil. Só depois de muito trabalho, uma motivação forte e uma grande perseverança é que conseguirá vingar neste mundo. Mas nada é impossível, por isso, se sente que consegue, arrisque.

Ana Martelo

 

 

Ver Também

Férias e empreendedorismo – Saber quando parar e quando regressar ao trabalho

Retomei há pouco tempo o meu trabalho, após três semanas de férias preciosas. Agosto e set…

Recomendações

Inscrição em Eventos