Home Testemunhos No sofá com a Empreendedora – Alexandra Lopes – Consultora de Imagem

No sofá com a Empreendedora – Alexandra Lopes – Consultora de Imagem

Empreendedora

P. – Qual a tua atividade profissional?

Sou Consultora de Imagem Pessoal e Empresarial desde 2014, com a grande missão de ajudar as pessoas a sentirem-se bem com elas próprias. Essa autoconfiança é fundamental para atingir os objetivos nas vertentes pessoal e profissional no nosso quotidiano.Muito mais importante do que estar na moda, é sentirmo-nos bem com nós próprios. Gostarmos de nós, sentirmo-nos confiantes e termos uma boa autoestima são fatores extremamente importantes para termos uma boa imagem. Se gostarmos de nós, com toda a certeza que os outros também irão gostar.

P. – Quando sentiste o “chamamento” do empreendedorismo na tua vida?

Creio que o empreendedorismo sempre esteve latente em mim. Deu alguns sinais de atividade em 2007 através da possibilidade do lançamento de um negócio em franchising, mas que optei por não avançar. Continuei a trabalhar por conta de outrem até 2012, ano em que já não podia continuar a ignorar as vozes estridentes do “chamamento” do empreendedorismo.

P. – Como começaste o teu percurso empreendedor?

Pode parecer estranho, mas a ideia de lançar um negócio na área da Consultoria de Imagem surgiu num dia de semana logo de manhã, após uma boa noite de sono, em que pensei “E se eu apostasse na área de Consultoria de Imagem?”. Quando surgiu a ideia, estava a trabalhar na área da Consultoria de Marketing e creio que a palavra “Consultoria” foi o elo de ligação necessário para a transição entre a Gestão de Marketing e Produto, à qual dediquei maior parte do meu percurso profissional, e a Consultoria de Imagem.Sendo a minha formação base de Gestão e Marketing, apostei em formação antes de lançar o meu negócio, tendo realizado a Pós-Graduação em Consultoria de Moda e Imagem pelo IPAM –The Marketing School.

P. – Que dificuldades encontraste nesse percurso e como as contornaste?

A principal dificuldade que encontrei foi ganhar nome no mercado, ainda mais porque a minha experiência profissional nada tinha a ver com a Consultoria de Imagem. Foi um autêntico mergulho no desconhecido, sem ter direito a garrafa de oxigénio!

P. – Comparando a tua atual atividade profissional empreendedora com o trabalho que tinhas antes, que diferenças destacas?

Quando trabalhava por conta de outrem, tinha um ordenado certo ao dia 23 de cada mês e atualmente os meus rendimentos são imprevisíveis: tanto posso faturar muito bem num mês como não faturar absolutamente nada no mês seguinte. Felizmente tive uma boa educação financeira, não só pela minha licenciatura de Gestão, mas acima de tudo pelo sentido de poupança e responsabilidade incutido pelos meus pais. Não é nada fácil lidar esta incerteza: há dias ou semanas que tudo corre bem e tenho solicitações e outros dias ou semanas nos quais nada acontece. E há que saber equilibrar a vida pessoal com a profissional, pois não há horários fixos e a palavra “férias” deixa de fazer sentido, principalmente quando fazemos algo que gostamos.

P. – Que dicas gostarias de partilhar para quem quer dar os primeiros passos numa carreira empreendedora?

Uma carreira empreendedora é um trabalho a tempo inteiro, que implica dedicação total. É fundamental gostarmos do que fazemos, pois vamos ter muitas noites mal dormidas… A incerteza é grande, a vontade de desistir vai sempre acompanhar-nos e poucas pessoas vão acreditar no nosso sucesso.


Ver Também

No sofá com a Empreendedora Teresa Rosalino – Talk & Shine

P. – Qual a tua atividade profissional? Sou a fundadora da Talk&Shine, a Academia de C…