Home Artigos Lifestyle Hobbies e Gestão Emocional

Hobbies e Gestão Emocional

Hobbie

Sabemos que ser mulher, mãe, esposa e empreendedora não é uma gestão fácil. Talvez por isso seja um desafio arranjarmos tempo para os outros, mas acima de tudo para nós mesmas.

Sei por experiência própria que não consigo realizar as minhas tarefas diárias, cumprir prazos de trabalho, se não estiver bem comigo – Sentindo auto confiança e motivação pessoal!

Criar Hobbies como fundação para uma boa Gestão Emocional

A melhor coisa que fiz, quando tudo corria menos bem, foi (re)encontrar as minhas paixões.

Não estou a falar de paixões pelos outros e sim de paixões pessoais, emocionais, aquelas que, só, nos satisfazem: como ser único e especial!

Sim, falo de paixões ou hobbies muito simples, tais como: dançar em casa; realizar alguma atividade radical em que não nos tenhamos aventurado ainda; pintar, colorir ou desenhar; aprender a tricotar ou dar uso ao conhecimento que possuímos nesta área; cozinhar ou inventar receitas; correr ou fazer uma caminhada. E tantos outros exemplos eu poderia dar.

(Re)encontrar as nossas paixões

O que pretendo dizer com isto: quanto mais realizadas estivermos com o nosso corpo e com as nossas paixões melhor nos corre a vida, acreditem. Quantas vezes, por dia, necessitamos de fazer uma pausa? O bem que faria dar uma simples gargalhada a ver um bom filme ou simplesmente ficar sentada e ouvir o som da chuva lá fora.

Neste caso, sugiro que empreendam no vosso tempo para fazerem o que vos faz felizes interiormente. Algo que, para algumas de nós, poderá ser um novo desafio.

Sugiro que, em primeiro lugar, agarrem numa folha de papel para listar tudo (tudo mesmo), o que já fizeram em tempos e que gostariam de repetir ou algo novo que queiram experimentar. Uma dica muito especial: pensem em vocês próprias quando eram meninas, o que é que gostavam de ser quando crescessem? Não façam juízos de valor, respeitem o vosso SER.

Para quem já sabe o que pretende integrar, o ideal é calendarizar essas paixões, colocando na agenda semanal. Diversifiquem os hobbies, para que não se tornem repetitivos ou aborrecidos com o tempo.

Sandra Pereira – Sassa Pereira

Youtube

Facebook

 


Ver Também

Filosofia para crianças? Como assim?

Desde 2008 que trabalho na área da filosofia para crianças (FpC). Fiz formação – ain…