Home Artigos Empreendedorismo Como gerir um restaurante

Como gerir um restaurante

gerir um restaurante

O CLIENTE e a GESTÃO do RESTAURANTE

Quando decide: “Vou abrir o MEU restaurante”, duas das primeiras perguntas que deve fazer a si mesmo é:

QUEM é o meu CLIENTE?

DO QUE é que o meu Cliente GOSTA?

Estas questões são fundamentais para identificar os gostos em causa e proporcionar as soluções “mais saborosas”.

Se ainda não abriu a porta… Faça questionários… Procure restaurantes concorrentes e observe… Descubra o local mais indicado para se instalar… Seja Sherlock Holmes!

Se já está com “as mãos na massa”… Observe os clientes que o visitam… Identifique quais são os pratos mais vendidos… Perceba o que é que está a sobrar no prato…

Depois de se dedicar à análise do cliente, comece a pensar nas características do ESPAÇO e de toda a sua ENVOLVENTE.
Como fundamentais destacamos o CONFORTO, a APARÊNCIA ESTÉTICA e a HIGIENE.

Ao falar em CONFORTO pensamos no acesso ao restaurante, na divisão do espaço, na climatização do ambiente…Tudo isso é fundamental para a satisfação do cliente.

Em termos ESTÉTICOS contemplamos a vertente visual pois a experiência do cliente não acontece apenas na degustação.

No âmbito da HIGIENE não é possível falhar! O cliente é muito atento! Preocupe-se com o Ambiente, com a Cozinha, com o WC, e… esteja atento à aparência das fardas dos funcionários e dos talheres.

Faça a DIFERENÇA na opinião do seu cliente.

RESUMO: Esteja ATENTO a tudo e avalie se o seu produto se encontra em sintonia com o seu restaurante e os dois estão adequados ao perfil do seu cliente.

 

A importância dos FUNCIONÁRIOS para a sua GESTÃO

Para além de si, quem “DÁ A CARA” ao CLIENTE pelo seu negócio? O COLABORADOR!!!

É por este motivo que a SATISFAÇÃO dos seus quadros de pessoal se revela de extrema importância.

O SALÁRIO terá de ser compatível com as funções e com os valores praticados no mercado pois, se tal não acontecer, a probabilidade de aumentar a rotatividade de pessoal é elevada.

Se contratar colaboradores qualificados e a remuneração corresponder às suas expectativas, terá certamente um restaurante com melhores resultados.

Para além da remuneração, também o ESPÍRITO DE EQUIPA é essencial para a integração dos funcionários num bom funcionamento do negócio.

Todos devem estar envolvidos no projeto, em prol de um objetivo comum, isentos de tensão e desentendimentos.

Valorize as REGRAS DE SEGURANÇA NO TRABALHO, evitando lesões e problemas de saúde com o pessoal.

Seja um LÍDER INFORMADO sobre o que acontece no seu restaurante e procure soluções para a loucura que é o seu dia-a-dia… a internet ajuda-o neste âmbito.

Trabalhe em conjunto… Forme “um todo” com a sua equipa e seja INSPIRADOR. Transmita confiança e conquiste o respeito e a admiração dos seus subordinados.

Aprenda a DELEGAR as funções corretas às pessoas corretas, mantendo a organização e a eficiência da sua equipa.

Identificando os pontos fortes de cada membro conseguirá tirar o maior proveito possível do seu desempenho.

 

Gestão FINANCEIRA em RESTAURANTES

Se pretende uma ATIVIDADE EFICIENTE desde o primeiro instante, o acompanhamento diário dos custos do seu restaurante é fundamental.
Esteja principalmente atento aos DESPERDÍCIOS, aos GASTOS COM O PESSOAL e para não ter surpresas no fim do mês, ESTIME um dia tendo em conta o dia anterior. Desta forma, conseguirá antecipar dificuldades.

Para além dos encargos operacionais, os IMPOSTOS também têm de ser uma preocupação constante.

Saiba como é apurado o IVA… Conheça os montantes a pagar estimados mensalmente para evitar surpresas trimestrais…

Antecipe o RESULTADO e estime o IRC a liquidar no ano seguinte!

ECONOMIZE e evite o desperdício… Controle o stock e reutilize alimentos num prato de “comer e chorar por mais”.

Valorize uma EMENTA REDUZIDA onde, para além de minimizar gastos, criará uma sensação de CONFIANÇA no cliente.

Reduzir a escolha é mostrar ao CLIENTE que o número de pratos é limitado porque o restaurante se especializa “apenas naquelas delícias”.

 

MARKETING para RESTAURANTES

Nas REDES SOCIAIS poderá partilhar imagens dos seus pratos, anunciar promoções, divulgar conteúdos do interesse dos seus CLIENTES… Desenvolver um relacionamento com o seu “companheiro” é essencial.

Tendo em conta que a maioria das pessoas está na internet, é importante que o seu negócio também esteja! Invista num SITE que destaque a sua ementa e conte a sua história, permitindo um contacto direto em qualquer momento.

E de entre todas estas atenções…

Não menospreze a sua CONCORRÊNCIA… observe e seja crítico:
– “O que o meu concorrente faz que eu não faço? E de que forma é que isso se aplicaria ao meu negócio?”

Desta forma, procurará desenvolver o seu potencial e explorar as suas capacidades.
E muito importante… Não fale mal da concorrência… O seu negócio não precisa de ser melhor nem pior… Basta que SEJA DIFERENTE

Nádia Blanco

Escrita Funcional


Ver Também

Férias e empreendedorismo – Saber quando parar e quando regressar ao trabalho

Retomei há pouco tempo o meu trabalho, após três semanas de férias preciosas. Agosto e set…