Home Artigos Gestão Plano de Negócios – Parte 3

Plano de Negócios – Parte 3

Plano de Negócios

Empreendedora (… Júnior ou Sénior), depois de leres a Parte 1 e a Parte 2, vamos redigir os últimos capítulos do teu PLANO DE NEGÓCIOS?

Começamos pela ESTRATÉGIA DE GESTÃO!

A nova geração de gestores começa a ter consciência de que lhes é necessário conhecer os números para decidir de forma consciente. Por isso, enumero algumas áreas fundamentais onde o controlo é imprescindível, às quais deves dedicar uma maior atenção:

  • Na ÁREA DE VENDAS deves incluir relatórios sobre as vendas por produto, por cliente e por vendedor, bem como a análise dos diferentes canais de venda.
  • Na ÁREA DE PRODUÇÃO vais analisar custos, eficiência, rapidez e qualidade da produção.
  • Na ÁREA FINANCEIRA será necessário decidir se o negócio tem dimensão suficiente para que seja necessário criar um Departamento Financeiro/Contabilidade próprio, ou se as atividades podem ser efetuadas por especialistas externos.

Agora que já alertaste o investidor para a tua modalidade de Gestão, vais começar a descrever o teu INVESTIMENTO no projeto.

Nesta fase é comum recorrer a aconselhamento sobre quais as potenciais estruturas de financiamento: entidades de Capital de Risco, financiamento com Capital Alheio, entre outros. A componente de financiamento assegurada pelos promotores tem de ser especificada porque, através deste compromisso, os promotores “comprovam” a confiança no seu projeto.

Diz-me aqui “Quanto vais investir e onde? Em que equipamento?”.

Por último, no teu Plano de Negócios terás um capítulo dedicado aos números: PROJEÇÕES FINANCEIRAS.

Esta área recebe sempre uma atenção especial dos potenciais financiadores durante a apreciação da candidatura, pelo que será alvo de inúmeras análises e questões. Por estes motivos, as projeções têm necessariamente de ser suportadas pela informação descrita nos capítulos precedentes.

Há encomendas? Que pesquisa de mercado existe para suportar as projeções de vendas? Quais e quantos são os clientes que deverão fazer compras durante o primeiro ano? Preparaste projeções de vendas para cada grupo principal de produtos?

Lembra-te também de que poderás não receber e/ou pagar “a pronto”. Se isso ocorrer, haverá um desfasamento temporal entre a compra das matérias primas, a produção, a venda e o recebimento dos clientes. Se tiveres em conta estes prazos, a tua Tesouraria agradece.

Conceitos que deverás considerar:

Even (Break-Even Forecast) – ocorre, de forma simplificada, quando o valor das receitas é igual à soma dos custos, ou seja, quando começam a existir resultados operacionais positivos.

Análises de Cenários – experimenta algumas variações nos números do teu negócio, prevendo uma situação negativa, uma intermédia e uma positiva para o teu projeto. Estas são as chamadas Análises de Sensibilidade.

Agora, já não tens desculpa! Começa já o teu PLANO DE NEGÓCIOS!!!

Nádia Blanco


Ver Também

Precisamos, nas organizações, de líderes com “espírito de criança”

“Não devemos jamais deixar morrer no nosso espírito, aquela criança que um dia fomos.” Num…