Home Artigos Empreendedorismo De Empregada a Empreendedora – Os 5 passos para fazer a transição sem MEDOS

De Empregada a Empreendedora – Os 5 passos para fazer a transição sem MEDOS

Empreendedorismo feminino

Sonha com o dia em que diz adeus ao emprego que não a faz feliz e se transforma numa Empreendedora de sucesso? Conheça os 5 passos para fazer essa transição de forma confiante.

Sente-se desmotivada, as funções que desempenha já não a estimulam, não vê possibilidades de progressão, sente que o seu trabalho não é reconhecido….

Estes são apenas alguns dos sinais de alerta de que é preciso começar a preparar uma mudança.

Assim que são detetados os primeiros sinais, é importante entrar em ação e não deixar que as pistas iniciais de que algo não está bem transformem a sua vida num caos de desmotivação e infelicidade. Muitas vezes, quando surgem os primeiros sinais, a tendência é ignorá-los e vê-los como parte da vida. Afinal a vizinha, a amiga, a prima, também se queixam do mesmo e aguentam.

Mas não tem que ser assim. Não tem que viver uma realidade profissional que a asfixia. Existem muitas opções de fazer algo diferente, que por vezes a visão turva de um medo de perder a segurança financeira não lhe permite ver. Por isso é fundamental prestar atenção aos primeiros sinais e delinear um plano de ação.

1.PLANEAR A DESPEDIDA

O primeiro passo é planear a despedida. Por vezes as decisões arriscadas surgem porque os sinais de alerta foram ignorados durante demasiado tempo, e a rutura brusca tornou-se a única solução para manter alguma sanidade mental.

No entanto, se houver uma observação precoce destes sinais, a partida poderá ser planeada sem colocar em causa a estabilidade financeira. Isto não se aplica, claro está, quando existe uma despedida forçada (o despedimento por parte da entidade patronal). Neste primeiro passo é importante determinar alguns objetivos relativamente a uma possível data de partida, organização do trabalho e poupanças financeiras. Não estar satisfeita com a situação e continuar a aguentar à espera que mude é “tapar o sol com a peneira”. A verdade é que a situação só tenderá a piorar. Nesta fase é fundamental passar a encarar este período como uma fase de transição para algo que a fará realmente Feliz.

2. AUTODESCOBERTA

Ainda durante a fase do planeamento da despedida é importante começar uma fase de autodescoberta. O que assusta muitas pessoas quando pensam em fazer uma mudança é o facto de não vislumbrarem um caminho, uma direção a seguir. E é aqui que entra a autodescoberta. Dedicar tempo a perceber “Quem sou eu?” “O que me faz vibrar?” “O que quero fazer com a minha vida?” Estas são perguntas que não têm uma resposta imediata numa boa parte dos casos, por isso é necessário dedicar-lhes tempo e observar-se. É uma fase em que pode e deve procurar livros, cursos, informação na área do desenvolvimento pessoal, pessoas que tenham percorrido esse caminho, inspirar-se, conhecer, trocar ideias. Esta é uma fase que não termina nunca, a autodescoberta mantém-se sempre. No entanto, depois de algum trabalho de observação e das naturais respostas começarem a surgir, é altura de experimentar alguns dos interesses e paixões identificados.

3. CRIAÇÃO

Só sabemos se gostamos realmente de algo quando experimentamos. Se, por exemplo, descobriu durante o passo 2 que a cozinha é uma área que a fascina, chegou agora a hora de aprofundar mais o tema. Participe em Workshops temáticos, acompanhe blogs, faça experiências, convide amigos para testar novas receitas. Esta é a fase de aprender, pesquisar, estudar, experimentar. É uma fase onde o entusiasmo cresce de dia para dia, no entanto é preciso alguma atenção para não ficar eternamente nesta fase. Algumas pessoas encontram nesta etapa um escape para a desmotivação que estão a sentir no dia-a-dia profissional e usam-na como balão de oxigénio para continuar a “empurrar com a barriga” os sinais de alerta. Passar por esta fase é imprescindível e, à semelhança do passo 2, a fase da criação também não termina nunca. Mas é a coragem de passar ao passo seguinte que marca a diferença entre as pessoas desmotivadas acomodadas e as que fazem alguma coisa para realmente mudar.

4. DECISÃO

Ao chegar o passo da decisão começa a ficar claro que a mudança é inevitável. É neste momento que vai decidir como vai transformar tudo aquilo que descobriu no seu novo projeto de vida e tornar-se uma empreendedora. É nesta fase que o desejo de fazer algo que a apaixona deixa de ser apenas um sonho e começa a tornar-se real.

É altura de começar a partilhar com o mundo o que a apaixona. É a fase de apresentar as suas paixões ao mundo e começar a ser paga por isso.

Vivemos numa era em que todos os dias surgem novos negócios e ideias inovadoras. É importante manter uma mente aberta e não tentar encaixar tudo aquilo que descobriu sobre os seus talentos e paixões numa profissão já criada. O mundo está muito recetivo a ideias novas, a coisas originais. Não se limite!

Esta é a fase onde se vai manter até decidir dar o salto e dedicar-se em exclusivo àquilo que mais a apaixona. É uma fase por vezes desgastante em termos de cansaço físico porque passa a equilibrar duas atividades ao mesmo tempo. No entanto, é fundamental passar por isto para perceber exatamente qual o caminho que quer seguir. Dedique o tempo que achar necessário a este passo, pois isso vai permitir-lhe avançar com segurança para o passo 5, que é viver o seu SONHO.

5. VIVER O SONHO

Este é o passo pelo qual esperou todo este tempo, o momento em que passa a viver exclusivamente do seu sonho, daquilo que a faz vibrar. Se seguiu todos os passos anteriores, nesta altura já sente a confiança necessária para mergulhar de cabeça no seu propósito e tornar-se uma Empreendedora de Sucesso. Este é o momento de começar a colher os primeiros frutos de tudo o que semeou ao longo dos últimos tempos. Celebre e prepare-se para os novos desafios que a vida de uma Empreendedora têm preparados para Si, que com toda a certeza serão superados com distinção depois de tudo o que cresceu durante este processo de mudança.

Saltar alguns destes passos pode ser meio caminho andado para o fracasso. Lembre-se que ao planear o sucesso está a preparar-se para vencer.

 

Ana Rosa

Nova Vita

Fotografia de Yoann Boyer no Unsplash

Ver Também

Coaching – os desafios de uma profissão emergente

O coaching está definitivamente na moda. Para onde quer que nos viremos, encontramos um co…