Home Artigos Empreendedorismo Empreendedorismo Feminino além-fronteiras – EcoFemme

Empreendedorismo Feminino além-fronteiras – EcoFemme

Por esse mundo fora, o empreendedorismo feminino não pára de marcar a diferença, com a criação de negócios diferenciadores e que promovem ativamente a sustentabilidade ambiental e social.

Fomos conhecer um projeto inspirador que nos chega da Índia e que produz pensos higiénicos descartáveis, numa lógica comunitária, enquanto promove a saúde menstrual.

Eco Femme

A Eco Femme é uma empresa social criada e gerida por mulheres que visa constituir um projeto escalável passível de demonstrar como os negócios e a responsabilidade social podem ser compatíveis. Fundada na visionária comunidade de Auroville, na Índia, em 2010, tem por objetivo produzir mudanças ambientais e sociais através da revitalização de práticas menstruais saudáveis, ambientalmente sustentáveis, culturalmente responsáveis e verdadeiramente capacitadoras para as mulheres de todo o mundo.

O projeto apresenta uma abordagem verdadeiramente holística à menstruação através da integração de práticas comerciais éticas, processos de produção que envolvam as mulheres de zonas rurais como produtoras de tecidos, e uma educação culturalmente sensível relativamente à experiência menstrual.

Produz pensos higiénicos laváveis em tecido com uma duração aproximada de 75 lavagens.

Os pensos higiénicos de tecido estão rapidamente a ganhar aceitação em todo o mundo pelos seus benefícios para a saúde e para o meio ambiente, bem como pela redução de custos.

Uma mulher que passa a usar pensos higiénicos reutilizáveis pode evitar que uma média de 600 pensos sejam descartados, durante um período de 5 anos, sendo que um único penso higiénico descartável demora cerca de 500 a 800 anos a decompor-se. Num país como a Índia, com mecanismos de eliminação de resíduos pouco desenvolvidos e uma população muito vasta, o uso de pensos reutilizáveis pode ter um impacto dramático na redução de resíduos.

Os pensos Eco Femme são feitos de flanela de algodão orgânico que não é apenas reutilizável, já que com os cuidados adequados pode reduzir o risco de infecções e a irritação.

A produção dos pensos ocorre em cinco unidades produtivas que asseguram igualmente outros trabalhos de costura, não sendo as mulheres empregadas da Eco Femme. Todas as unidades garantem salários justos e ambientes de trabalho seguros para estas mulheres, que constituem uma chave para o empoderamento das comunidades carenciadas.

No âmbito do programa Pad for Pad, para cada penso higiénico vendido no estrangeiro é doado um penso a uma menina residente numa área rural da Índia. Quatro doações são agrupadas para formar um kit que consiste em 4 pensos, uma bolsa de viagem, um folheto educativo e instruções sobre os cuidados a ter.

Os pensos são oferecidos enquanto uma escolha livre a meninas com idades entre os 10 e os 19 anos, oriundas de contextos economicamente desfavorecidos.

As sessões do Pad for Pad são projetadas para as capacitar para gerir os seus períodos de forma higiénica e digna, entendendo a menstruação como uma experiência normal e saudável.

Atualmente, a Eco Femme abrange uma média de 280 meninas por mês e realiza parcerias com organizações em toda a Índia para alargar o alcance do programa. Realiza igualmente workshops educacionais e formação para educadores de saúde menstrual.

Leia a reportagem completa na Revista digital gratuita Mulheres à Obra

Ver Também

Avó Maria

A história da minha avó Maria tem início numa aldeia a Sul do Equador, poucos anos passava…