Home Testemunhos No sofá com a Empreendedora Diana Silva – Maternidade Descomplicada

No sofá com a Empreendedora Diana Silva – Maternidade Descomplicada

P. – Qual a tua atividade profissional?

Ainda trabalho uma parte da semana como Engenheira Agrícola, a minha formação inicial, mas o meu negócio pessoal, que diz respeito ao empreendedorismo, é outro, a Maternidade Descomplicada.

Sou organizadora profissional, com certificação em coaching e o que faço é devolver tempo e tranquilidade ao dia-a-dia das mulheres que foram mães.

Uso a minha formação em coaching para descomplicar, avaliando a situação actual das minhas clientes, definindo com elas os objectivos e prioridades da sua vida actual. Depois “arrumo” o exterior através da organização da casa e da rotina.

Como resultado, a mulher reencontra-se, ganha foco e aprende a gerir o seu tempo de forma mais eficiente, ou seja, ganha qualidade de vida.

Trabalho assim porque acredito que nenhuma mudança exterior persiste se não for acompanhada e alinhada com uma mudança interior e a própria experiência da maternidade tem um impacto profundo ao nível da identidade da mulher.

P. – Quando sentiste o “chamamento” do empreendedorismo na tua vida?

Logo após o nascimento do meu primeiro filho. Sempre fui interessada em desenvolvimento pessoal e apaixonada por organização, lia sobre os temas, mas na realidade o tempo disponível dependia apenas dos meus compromissos profissionais.

Durante os primeiros meses como mãe, possivelmente por viver distante da minha mãe, senti-me verdadeiramente desafiada ao tentar manter alguma ordem na minha vida. Sentia uma enorme pressão de não querer falhar ao meu filho, mas procurando também ter a casa minimamente em ordem e algum tempo para mim. Aí percebi a importância dos três pilares em que assenta o meu negócio: autoconhecimento, gestão do tempo e organização.

P. – Como começaste o teu percurso empreendedor?

Com um blog, que se chamava Fada do lar, onde ensinava truques do dia-a-dia para manter uma casa limpa e organizada. Mas esse blog era apenas um hobbie. Foi quando comecei a sentir necessidade de investir na minha formação profissional na área da organização e do coaching que comecei a perceber que queria mesmo fazer disto a minha vida, queria impactar positivamente a vida de outras mães e a partir daí nunca mais parei.

P. – Que dificuldades encontraste nesse percurso e como as contornaste?

A maior dificuldade foi saber exactamente no que me devia focar, no que apostar o pouco tempo que tinha disponível, enquanto tinha o meu trabalho como engenheira a tempo inteiro. Queria sentir que avançava em relação ao meu sonho, mas acabava por “disparar” em todas as direcções. Contornei-a através da procura de formação na área de business e da frequência de eventos de networking de empreendedorismo, para aprender com outras empreendedoras qual o melhor caminho e a ordem lógica de fazer acontecer.

P. – Comparando a tua atual atividade profissional empreendedora com o trabalho que tinhas antes, que diferenças destacas?

Ainda faço ambos os trabalhos e a maior diferença é a satisfação pessoal. Há dificuldades em ambos, mas no caso da minha actividade pessoal, a maioria dos resultados depende do meu empenho. Isto faz com que a recompensa seja gigante a nível motivacional. Sentir que transformo a vida de uma mãe é sentir que estou a melhorar o mundo. Porque nenhuma mãe consegue dar o seu melhor se não for feliz e nós somos o maior exemplo dos nossos filhos.

P. – Que dicas gostarias de partilhar para quem quer dar os primeiros passos numa carreira empreendedora?

É simples. Consistência e integridade no vosso trabalho. Não desistam do vosso sonho. Vão existir momentos desafiantes (como em tudo na vida), mas se gostarem realmente do que estão a fazer vão ultrapassar.

Ver Também

No sofá com a Empreendedora Elsa Silva – Reconectar Universal

P. – Qual a tua atividade profissional? Sou facilitadora de Cura Reconectiva e da Reconexã…