Home Artigos Lifestyle Bra Fitting – Saúde e Imagem Pessoal

Bra Fitting – Saúde e Imagem Pessoal

Foi há cerca de 6 anos que descobri o maravilhoso mundo do Bra Fitting e experienciei a forma como este melhorou a minha vida e auto estima.

Decidi, por isso, mudar de rumo e especializar-me nesta área. Em 2016 criei a Bra4all – Lingerie e Bra Fiting, em Torres Novas, onde faço aconselhamento a todas as mulheres que procuram um sutiã confortável e adequado ao seu corpo.

Para quem não conhece o conceito, uma profissional de Bra Fitting é alguém com profundo conhecimento na forma como os sutiãs vestem. Compreende a sua adequação às  necessidades de cada mulher, ao nível do tamanho e morfologia dos seios, necessidade de suporte, gosto pessoal, condição física e vestuário.

Através de uma consulta de Bra Fitting é possível avaliar e diagnosticar certos problemas decorrentes do uso constante de uma sutiã inadequado e recomendar os modelos mais apropriados a cada mulher.

A melhor forma de o fazer é experimentar várias tipologias de sutiã para perceber como assentam no corpo, ao mesmo tempo que é explicado qual a função e importância de cada componente no trabalho de suporte do sutiã.

Infelizmente no nosso país há um enorme desconhecimento do quão prejudicial à saúde pode ser um sutiã inadequado, assim como do impacto que este pode ter na forma como a roupa assenta no corpo e, consequentemente, na  imagem e auto estima da mulher!

Talvez porque não se vê, não se lhe dê o devido valor e se procure o mais “barato” ou mais “à mão”, mas que infelizmente pode resultar também no mais prejudicial. Alguns dos problemas mais comuns decorrentes do uso de um sutiã inadequado são a má postura e dores na cervical, vergões e depressões nos ombros, flacidez dos seios, erupções cutâneas, má digestão, etc. Mas um dos mais preocupantes para mim é a influência que este pode ter na alteração da estrutura da própria mama.

O sutiã é um elemento que envolve o tecido mamário, através das copas.

Se estas forem demasiado pequenas, comprimem este tecido e pode propiciar o desenvolvimento de nódulos, situação deveras preocupante nos dias que correm, quando tanto se fala em “prevenção” e “cuidar dos seios”.

Também a nossa auto estima sofre quando usamos o sutiã errado. Um sutiã que não esteja ajustado ao nosso corpo tende a deixar os seios descaídos e achatados, fazendo-os parecer maiores e à nossa cintura mais curta. Assim dificilmente a roupa que vestimos irá assentar bem, não gostamos da imagem que vemos ao espelho e a nossa confiança e auto estima diminuem.

Com alguma preocupação verifico que a maioria das mulheres no nosso país não usa o sutiã certo.

Isto deriva não só da desvalorização por parte destas, mas também de uma enorme lacuna ao nível da especialização de quem trabalha na área e da oferta de tamanhos disponível. O ideal sempre que compram um sutiã é serem auxiliadas por uma profissional em Bra Fitting, mas também que essa profissional disponha de um leque alargado de tamanhos e modelos com que seja possível trabalhar.

Se só dispõem, por exemplo, de copas B, C e D e de bandas 34 a 40 é impossível aconselhar, pois dificilmente a maioria das mulheres se “encaixa” num leque tão redutor de tamanhos. Onde me encaixaria eu, por exemplo, que oscilo entre um 30G e um 32FF?

Tenham presente que a maioria das marcas com que as profissionais em Bra Fitting trabalham, fabricam mais de 100 tamanhos para um só modelo de sutiã. Da mesma forma, efetuam inúmeros estudos morfológicos e fisiológicos ao corpo da mulher por forma a adequar cada vez mais o sutiã às suas necessidades e exigências de suporte e conforto, seja qual for a ocasião.

Existem alguns sinais óbvios de que o sutiã que estão a usar não é o adequado. Se se reverem nesses sinais, é importante que procurem ajuda especializada. Por exemplo, se a banda sobe nas costas, as alças vincam os ombros, os aros não encostam ao corpo e as copas não  envolvem os seios na totalidade, provocando a comummente chamada “dupla mama”, então o vosso sutiã é o vosso pior inimigo!

Mas então o que é necessário para que um sutiã seja o perfeito para o vosso corpo?

Em primeiro lugar, tenham atenção à banda. Este elemento é o principal responsável pelo trabalho de suporte do sutiã e para isso tem de estar bem justa ao redor do vosso torso. Se subir nas costas é porque está larga e o peso dos vossos seios está a ser canalizado para os ombros e cervical, provocando alguns dos sintomas referidos anteriormente.

De seguida, tenham em atenção que as copas têm de ter tamanho suficiente para envolver todo o volume dos vossos seios. Com alguma preocupação verifico que a maioria das mulheres usa copas demasiado pequenas e não está preparada mentalmente para aceitar o seu “real” tamanho de copa. Isso acontece, sobretudo, quando confrontam a sua imagem de sutiã ao espelho e vêm mais tecido/volume.

É por isso que é fundamental que vistam sempre uma camisola ou blusa para visualizarem o efeito daquele modelo na vossa silhueta.

É quando percebem que, na realidade, o vosso busto parece mais pequeno, pois está bem “arrumado”; a vossa cintura mais longa e a vossa figura mais bonita. Outro aspeto fundamental, no caso específico de sutiãs com aros, é que estes envolvam os seios, desde o centro até às axilas e que fiquem posicionados diretamente abaixo destes, assentes sobre as costelas.

Existe o grande mito de que os aros são prejudiciais, o que não é verdade, desde que as copas sejam as adequadas ao vosso corpo. No caso de seios maiores e mais pesados os aros desempenham, até, um papel fundamental para o correto posicionamento do sutiã no corpo e consequente eficaz trabalho de suporte.

De referir que, quando o sutiã é novo, a banda tem de ser apertada na posição mais larga, de modo a poder ser ajustada à medida que, com o tempo e uso, os elásticos e tecido vão perdendo alguma da sua força. Conseguem, assim, aumentar o tempo de vida do sutiã, que será sempre uma peça bastante duradoura, desde que haja o devido cuidado com as lavagens e uso.

Tenham ainda presente que o “tamanho certo” também é influenciado pelo fabricante, marca ou modelo, podendo uma mulher vestir vários tamanhos diferentes ao mesmo tempo.

Não se guiem, portanto, pelo que está escrito na etiqueta, mas sim pela forma como o sutiã se ajusta corretamente ao vosso corpo. Estejam também recetivas a experimentar modelos e tipologias que, à partida, não seriam a vossa escolha, pois podem-se surpreender com o resultado e verificar que é o mais adequado para vocês.

Para finalizar, recomendo que, quer seja na compra de sutiãs para o dia a dia ou para uma ocasião especial, procurem o aconselhamento de alguém especializado. A escolha do modelo certo é muito difícil, especialmente quando o fazem sozinhas, pois é sempre influenciada pelo formato do vosso peito, estatura, tipologia do sutiã, composição dos materiais, etc.

Partindo do princípio de que “menos é mais”, encarem a compra de um sutiã como um investimento para a vossa saúde, nem que tenham apenas dois ou três. Mais vale apenas esses dois ou três, do que uma gaveta cheia de sutiãs inimigos do vosso corpo e com os quais se sentem desconfortáveis!

Ana Rita  Batista

Bra4All

Leia este artigo completo com as respetivas imagens ilustrativas na nossa revista:

Ver Também

O Amor – uma pequena grande palavra

O Amor… Nunca uma palavra tão pequena fez escrever tantas linhas, derramar tantas lá…