Home Artigos Empreendedorismo A economia não pode parar – Entregas à Porta

A economia não pode parar – Entregas à Porta

Com o estado de emergência em Portugal, muitos portugueses estão em casa e procuram alternativas online para as suas compras de bens essenciais.

Para além disso, também procuram empresas que prestem serviços ao domicílio ou que façam atendimento online, por exemplo por video-chamada, como é o caso do ensino.

Cláudia Pinheiro, designer e gestora de marketing, de 40 anos, apercebeu-se que, de uma maneira muito dispersa, começaram a surgir online partilhas de negócios que, de uma forma ou de outra, levam os seus serviço ou produtos à casa do cliente. No entanto, por essa informação não estar organizada toda num só local, torna-se difícil encontrar os serviços e produtos necessários.

Isto ocorre porque muitos pequenos negócios estão a sentir a necessidade de se reinventarem, mas uma quantidade significativa não tem presença online, ou seja, não tem um site ou mesmo uma página de Facebook ou Instagram que lhes permita fazer a divulgação de forma consistente e profissional.

Diretório de Negócios 

Para ajudar, sobretudo, a dar voz a esses pequenos negócios locais, a Cláudia tomou a iniciativa de criar um site onde qualquer pessoa  pudesse fazer o registo do seu negócio. A tarefa não foi fácil, foram 4 dias de trabalho intenso com a ajuda da irmã, ambas a trabalhar no projeto através de plataformas online, já que estavam a mais de 100km de distância uma da outra.

A vontade de ajudar e o desafio de fazer uma plataforma que fosse simples e útil aos portugueses fizeram com que as dificuldades técnicas e até pessoais fossem superadas. O objectivo é, claro, ajudar os portugueses a terem, de uma forma simples e num só local, acesso às empresas que fazem entregas ou serviços ao domicílio.

Qualquer empresa ou indivíduo que tenha um negócio que permita entrega à porta (domicílios / empresas / escritórios) ou serviços online pode fazer o seu registo gratuito neste site.

 

Que empresas se podem inscrever?

  • Qualquer comércio que entregue bens a nível local ou nacional (ex: restaurantes, farmácias, talhos, drogarias…)
  • Qualquer empresa de prestação de serviços (reparações, limpezas, jardinagem…)
  • Qualquer negócio de serviços online (ex: ensino, marketing, consultas…)

 

Ou seja, qualquer serviço que possa ser prestado sem o cliente sair de casa.

Sendo um projecto com caráter solidário, os registos são totalmente gratuitos e não carecem de registo. Toda a informação submetida no formulário para o efeito é, por isso, da exclusiva responsabilidade da entidade / pessoa que submeteu a informação.

Após o registo o pedido fica pendente da aprovação da responsável do site, que fará manualmente uma validação dos dados submetidos, de forma a evitar registos impróprios ou spam.

As empresas que estejam listadas no directório Entregas à Porta e desejem fazer alguma alteração ou até remover o registo da listagem, podem fazê-lo através do email geral@entregasaporta.pt.

INSCREVA-SE AQUI

Ajude a divulgar este projeto solidário para que possa chegar ao maior número de portugueses!

Vamos todos ficar bem!

Foto de Kerde Severin no Pexels

 

 

Ver Também

Sabes porque DEVES ser PATROCINADORA das MULHERES À OBRA?

A resposta é simples: Este é o momento para apostares no digital. Um dia o Covid irá ficar…