Home Artigos Gestão 8 Formas de Aumentar a Faturação da sua Empresa nesta Retoma

8 Formas de Aumentar a Faturação da sua Empresa nesta Retoma

Quaisquer que tenham sido os seus objetivos delineados até ao final do ano, é a altura certa de pensar a sua estratégia nesta fase de retoma, de forma a conseguir compensar o que não conseguiu fazer ate aqui.

Siga estas sugestões e volte ao seu negócio com foco e determinação para que os resultados se tornem rapidamente uma realidade!

1.   FOQUE-SE NAS VENDAS – Assuma de uma vez por todas que a única área rentável da sua Empresa, é a Área das Vendas.

Há que reconhecer que a Área de vendas da sua empresa é o pulmão da sua empresa. Se não há oxigénio a entrar, é o fim.

É como deixarmos de respirar. Até conseguimos viver mais uns minutos mas o fim fica perigosamente cada vez mais perto.É importantíssimo dedicar tempo às Vendas e dar-lhe a importância que merece. Sem isso não há negócio.

2. GESTÃO DE TEMPO – Melhore a sua Gestão de Tempo e foque 60% do seu tempo nas Vendas.

Gerir bem o tempo que se dispõe é uma das características mais importantes dos empresários bem-sucedidos.

Tem que estar obrigatoriamente 60% do seu tempo focado nas vendas da sua empresa. Quer seja frente a frente com potenciais clientes, eventos de networking ou testando e medindo o que está a resultar.

Se tem uma equipa de vendas, poderá também usar esse tempo para formá-los, dar-lhes mais ferramentas que os poderão ajudar no dia-a-dia, ajudando-os a serem mais produtivos e ajudando a sua empresa a ter mais rentabilidade.

3. CRIATIVIDADE – Desenhe Produtos por patamares de preço e nível de complexidade.

Crie ofertas que reflitam a diversidade de clientes que tem, com diferentes preços, características distintas nos serviços e um nível heterogéneo.

 Quanto maior o seu portefólio de produtos e serviços que possui, maior a probabilidade de ter uma base de clientes mais alargada.

Qualquer que seja o cliente que entre na sua empresa, terá sempre o que lhe oferecer… qualquer que seja a sua capacidade financeira.

4. CLIENTES – Divida o foco do seu tempo de Vendas entre Clientes Existentes e em Novos Clientes.

Se já tem clientes existentes e não está a comunicar consistentemente com eles, percebendo o que eles querem, é como se estivesse sentado em cima de uma arca com moedas de ouro sem se aperceber.

Estimulando-os com ofertas personalizadas, ações de marketing únicas e diferenciadas, os resultados poderão ser fantásticos.

Cria o poder da compra repetida e de se tornarem fãs da sua empresa, incentivando indiretamente o poder dopassa palavra – uma das estratégias mais poderosas e efetivas na angariação de novos clientes.

Tirando raríssimas exceções, o cliente normal tem um ciclo de vida com a empresa… e por isso não é de admirar se formos perdendo alguns, ao longo do caminho.

Por isso, temos que estar sempre atentos a atrair novos clientes.

5. PORTEFÓLIO – Ajuste o seu Portefólio para conseguir ter artigos/serviços mais apelativos e mais vendáveis.

Quantas vezes por ano, tira um dia para poder olhar para o seu portefólio e perceber efetivamente quais são as estrelas de vendas? Ou os sugadores de recursos?

Se tem artigos ou serviços que não estão a dar a rentabilidade desejada, está na hora de tomar uma atitude.

Conhecendo os seus clientes a fundo, poderá informar-se previamente quais poderão ser os novos produtos/serviços em que eles estarão mais interessados.

Olhe para a oferta como se fosse um Cliente e peça aos melhores Clientes/Técnicos/Amigos que lhe digam que aspetos pode melhorar.

Os nossos olhos estão habituados à nossa comunicação – estamos presentes todos os dias à mesma.

Nada como ter um par de olhos frescos para conseguir ter uma crítica imparcial, construtiva e que poderá levar a sua comunicação a um nível mais profundo e alinhado com os seus clientes.

5. CALENDARIO DE MARKETING – Construa um Calendário de Marketing trimestral, com ações a acontecerem todos os meses.

Todos os 90 dias deverá ter um novo calendário de marketing que irá colocar em prática.

Deverá ter uma descrição das ações, os objetivos que se devem alcançar, quem é que vai concretizar e os indicadores chaves de desempenho definidos, pelos quais se vai avaliar a realização das ações.

Se conseguir ter eventos a acontecerem todos os meses, asseguramos que vai aumentar a sua faturação.

7. CONSISTÊNCIA – Siga este calendário à risca e não altere nenhuma ação ou evento, mesmo que a preparação não esteja absolutamente perfeita.

Sabe o que é mais fácil do que fazer?É não fazer.

Sabemos que estava habituado à sua rotina, aos seus hábitos e a tudo o que conseguia controlar.

Mas agora estamos perante o desconhecido, e isso pode levar-nos a paraçizar… e é nesta altura que, mais do que nunca, temos que seguir em frente.

As aprendizagens que se retiram desta experiência, vão ser muito valiosas.

Para além de se crescer profissionalmente, também vai construir aquela força interior que tanto necessita diariamente para poder levar a sua empresa a patamares mais elevados!

8. COBRANÇAS – Faça o follow-up do que foi vendido mas não recebido, criando Planos de Pagamentos para os Clientes em dívida, caso seja necessário.

O atraso no pagamento é mortal para as empresas portuguesas.

Quantas histórias já ouviu de empresas que faliram porque não conseguiram cobrar o que venderam? Não entre para a estatística!

Organize um ficheiro onde possa ter toda a informação relativa a estes processos; nome da empresa, quanto deve, há quanto tempo, contactos feitos para regularizar a situação, resposta por parte do cliente e aceitação ou não do plano de pagamento.

Crie plano de pagamentos para os clientes que ainda não pagaram. Mais vale pagarem pouco mensalmente do que nada. Lembre-se nesta fase, todos os euros contam.

CONCLUSÃO – Estas 8 estratégias vão seguramente ajudá-lo a ter uma estratégia de Vendas com produtos e serviços que pode levar a que consiga recuperar a faturação, mas a chave é:

  • Foque-se nas Vendas e em encontrar soluções que podem ser materializadas.
  • Não se entregue aos pensamentos negativos e mantenha-se positivo e resiliente.
  • Permaneça criativo e flexível para se adaptar a esta situação de mercado tão desafiante.

Lembre-se que, se fizer isto, vai encontrar soluções e fechar o ano com uma situação melhor do que aquela que imaginava.

Acredito que nesta crise existem também grandes oportunidades, está na sua mão agarrá-las, mas se quer aprender mais sobre Vendas e sente que tem ainda muito a melhorar, veja mais artigos em www.teresabotelho.com

Teresa Botelho

Ver Também

Precisamos, nas organizações, de líderes com “espírito de criança”

“Não devemos jamais deixar morrer no nosso espírito, aquela criança que um dia fomos.” Num…