Home Artigos Marketing Digital Marketing Digital – O que precisa de saber sobre SEO para Websites

Marketing Digital – O que precisa de saber sobre SEO para Websites

Se o objetivo do seu website é atrair o maior número possível de clientes para o seu negócio, então é importante certificar-se que qualquer pessoa que visita o seu website – independentemente do dispositivo que escolheu para aceder ao mesmo – é capaz de encontrar a informação que precisa e tem a melhor experiência possível.

O que é então o SEO para websites?

Resumidamente, o SEO para websites diz respeito ao conjunto de técnicas que podem ser aplicadas a um website, de forma a gerar tráfego orgânico (não pago) de utilizadores mais qualificados.

Para além disso, está igualmente relacionado com a forma como o seu website se posiciona nos motores de pesquisa. Obviamente, quanto mais o seu website aparecer nos motores de busca, maior a probabilidade de ser encontrado pelos seus potenciais clientes.

E, dado que a maior parte dos cliques ocorre nos três primeiros resultados do Google, convém que tenha uma estratégia para ficar numa destas três posições.

Há, porém, outras formas de aparecer no Google, através de campanhas pagas (links patrocinados do Google Adwords, por exemplo). No entanto, estas são estratégias de curto prazo, enquanto o SEO é um trabalho complexo e um investimento a longo prazo.

Como funciona o SEO?

O SEO, ou otimização para motores de busca, divide-se em duas vertentes: On-page e Off-page. No primeiro, falamos da otimização dentro do seu website, fatores relacionados com a estrutura e com os conteúdos e, no segundo caso, da otimização que acontece fora do seu website e que determinam o seu ranking.

Dicas para otimizar o seu website On-page:

1. Título das páginas

Cada página do seu website ou blog inclui um título principal. Esse título ajuda a determinar o assunto do conteúdo, e ajuda a chamar à atenção de quem realiza uma pesquisa num motor de busca.

Dicas: Posicione a sua palavra-chave o mais à esquerda possível no título; não exceda os 55-70 caracteres; crie títulos relevantes e objetivos para o tema escolhido e utilize uma tag de título para o título principal de cada página.

2. Meta descrição

Ajuda a entender de forma resumida o assunto do seu conteúdo.

Dicas: Utilize a palavra-chave em qualquer posição da meta descrição, mas não a repita; não ultrapasse os 150 caracteres; torne-a atrativa, de forma a gerar interesse no utilizador e o levar a clicar; não a construa com base no primeiro parágrafo. Seja criativo e pense na sua estratégia!

3. URLs amigáveis

O próprio URL também ajuda o utilizador a entender o tema do artigo.

Dicas: Utilize a palavra-chave no URL do artigo; utilize um URL curto e objetivo; utilize hífens para separar palavras; relacione o URL do seu artigo com o tema do mesmo; não utilize números no URL, nem maiúsculas ou outros carateres especiais.

4. Atributos Alt e títulos das imagens

Informações como o alt text e o título são utilizadas para perceber cada imagem. Esses atributos são importantes, já que contribuem para uma boa usabilidade e permitem também que utilize a sua palavra-chave nesses textos.

Além disso, o peso das imagens também não deverá ser esquecido. Utilize, preferencialmente, o formato JPG, otimizado para a web. Assim, o seu blog ou site apresentará os seus conteúdos de uma forma mais rápida e não irá sobrecarregar o seu servidor.

5. Tags de cabeçalho

As tags permitem tornar a informação mais legível e organizada e ajudar o motor de busca a entender as seções de texto, cabeçalhos e, principalmente, a prioridade do conteúdo. Nem todos os conteúdos de uma determinada página têm o mesmo grau de relevância.

Dicas: O título do seu artigo ou página tem de usar uma tag H1. Os seus textos devem usar tags de cabeçalho H2 e H3 consoante a prioridade ou relevância dos conteúdos. Sempre que possível, utilize a sua palavra-chave em foco no título H1 da página e num dos subtítulos H2.

6. Utilização das palavras-chave

São as keywords que dão aos motores de busca informação relevante com vista à indexação das páginas de um website; também permitem que o mesmo seja encontrado pelos utilizadores quando estes pesquisam determinados termos que possam estar presentes no conteúdo das páginas desse mesmo website.

7. Qualidade do conteúdo

Naturalmente, a qualidade do conteúdo é também um dos aspectos mais importantes para o Google numa análise de SEO. No que diz respeito à qualidade do conteúdo, o Google dá prioridade à relevância do conteúdo com relação à pesquisa realizada pelo utilizador no seu motor de busca. Ou seja, crie conteúdo relevante para o seu potencial cliente.

Dicas: Otimize o seu conteúdo e tenha em atenção o design responsivo, de forma a facilitar a leitura, tanto em desktop como em mobile.

8. Tempo de carregamento das páginas

Uma boa experiência para o usuário inclui um carregamento rápido do seu website e das suas páginas de conteúdo. Tudo o que seja inferior a três segundos de carregamento é um excelente resultado. Dicas: Pingdom Speed Test ou o PageSpeed Insights, para identificar problemas de carregamento e obter dicas para os corrigir. Caso não perceba, recorra a um programador.

Dicas para otimizar o seu website Off-page:

1. Autoridade e confiança

A autoridade e confiança de um site ou das suas páginas são muito importantes para determinar a sua relevância em comparação aos demais resultados. A autoridade de um site é determinada no seu domínio e na sua página. O Google analisa quão relevante é o domínio principal de um site, baseado em vários fatores como a quantidade de links que apontam para o domínio, o número de partilhas nas redes sociais, etc. O mesmo sucede com as páginas. Cada página é analisada com base nos mesmos fatores, determinando a sua importância.

2. Link building

Falamos de links internos e de links externos para conteúdos do seu site ou blog. O algoritmo do Google continua a atribuir peso significativo a websites e páginas que obtenham muitos links de outros sites, tomando-os como conteúdo relevante para o utilizador.

Dica: Escreva guest posts para outros websites.

3. Sinais sociais

Estes incluem todo o tipo de interação nas redes sociais, desde likes, partilhas, etc. Aqui é importante definir uma boa estratégia, de forma a aumentar a sua notoriedade nas redes sociais e gerar maior interação.

Raquel Comprido

Right Buddy

Leia este artigo na nossa revista:

Ver Também

Tem um negócio local? Aprenda a divulgar no digital.

Descobrir como divulgar um negócio, não precisa de ser uma tarefa extremamente complicada.…