Home Noticias Mulheres que ajudam Mulheres – Clube dos Devaneios

Mulheres que ajudam Mulheres – Clube dos Devaneios

Num momento em que o empreendedorismo feminino digital está ao rubro, fomos conhecer o Clube dos Devaneios, uma plataforma de troca de conhecimentos, de mulher para mulher.

 

Quem são as criadoras deste projeto?

Somos a Elisabete e a Ana. Temos uma amizade de mais de 20 anos, que começou no curso de analistas de laboratório e, apesar da distância geográfica no seguimento das nossas vidas, nunca perdemos o contacto durante todos estes anos.

Ana

Nascida em Portugal, no seio de uma família modesta mas douta, com amor pelo ensino, pela ciência e um imenso gosto pela leitura.

Analista de laboratório de formação e professora, escritora e mãe de profissão, escrevi o meu primeiro livro após o divórcio, embora apenas tenha tido a coragem de o editar e lançar vários anos depois.

Com o seu lançamento, descobri que o mais gratificante era o facto de poder ajudar outras pessoas que estavam a passar pelo mesmo (ou semelhante), dando-lhes esperança. As minhas palavras deixaram de ser apenas minhas e ganharam vida na vida de outras vidas. Isso sim, foi espetacular!

Gostava de conseguir alcançar um maior número de pessoas e mostrar-lhes que a felicidade está ao nosso alcance e chegar a ela é tão natural como respirar. Continuo a trabalhar para publicar mais livros, de modo a poder dar mais de mim.

 

Elisabete

Portuguesa de origem moçambicana, vivi grande parte da minha vida em Portugal. “Escolhi” viver lá fora, pois embora tenha atingido a uma certa estabilidade profissional enquanto analista de laboratório, a última crise (2008) deixou bem claro que o “estatuto” não paga as contas. Vivo na Suíça há praticamente 10 anos e trabalhei em vários contextos, desde universitário ao contexto de empresa multinacional de topo.

Acredito que “podemos mais” do que aquilo a sociedade nos tenta incutir, independentemente da nossa condição de base, e por isso, desde há uns anos a esta parte, comecei a trabalhar de forma a combinar interesses pessoais e contribuir de maneira mais activa na sociedade e no mundo.

Tenho interesse pela diversidade cultural, pelo comportamento humano em sociedade, bem como pela inovação aplicada à protecção do meio ambiente e iniciativas de apoio social e igualdade de oportunidades generalizada.

Hoje sou consultora e representante de empresas em projectos com impacto social e ambiental positivo e pretendo continuar a contribuir para um presente e futuro melhor!

Como surgiu o Clube dos Devaneios?

 A ideia do Clube dos Devaneios nasceu a partir de um livro, o Devaneios de uma Divorciada, que conta na primeira pessoa a história da Ana numa das fases mais difíceis da vida de uma mulher, o divórcio. Para ultrapassar esta fase, Ana, que sempre teve gosto pela leitura e pela escrita, resolve passar para papel o que sente, pensa, enfim, todos os seus devaneios.

De acordo com os últimos dados do INE (Instituto Nacional de Estatística), em Portugal a taxa de divórcio ronda os 60%. Ou seja, por cada 100 casamentos, 60 terminam em divórcio, o que representa um número enormíssimo de mulheres afectadas (20 345 em 2018), e, isto sem falar dos casos não-oficiais de separação.

As consequências desta fase são, na sua grande maioria, devastadoras e muitas vezes impossíveis de ultrapassar. A solidão, depressão, baixa autoestima e fragilidade económica apresentam-se como alguns dos denominadores comuns entre estas mulheres, e não existe manual de sobrevivência muito menos sistemas de suporte para elas, nem para os próximos.

Para sociedades como a nossa, onde a igualdade de género ainda tem um certo caminho a percorrer, a mulher sofre enormemente quando se encontra nesta situação. A discriminação por parte da sociedade relativa ao novo estatuto, os encargos financeiros que se tornam  elevados especialmente quando existem crianças menores a cargo e a indiferença à dor da mulher e das suas necessidades pessoais, são factores que em casos extremos  vezes leva a que muitas delas não ousem sequer sair de uma situação de relação infeliz.

Por todos estes motivos, pensámos em criar o Clube dos Devaneios (o nome em homenagem ao livro que deu origem à ideia), uma plataforma virtual onde mulheres empresárias dariam acesso preferencial a mulheres em contexto de separação/divórcio e pós-separação/divórcio em áreas tão diversas como aconselhamento em gestão financeira, conselho de imagem a apoio psicológico individual e/ou familiar, ou mesmo ainda serviços de baby-sitting, etc.

Como tem evoluído o conceito?

Ao apresentar a ideia em diferentes grupos formados apenas por mulheres (Facebook), a fim de perceber qual a real necessidade de uma plataforma deste tipo, deparámo-nos com pedidos de outros grupos de mulheres (mães solteiras, viúvas e mesmo vítimas de violência doméstica) que, não pertencendo especificamente a este grupo, partilham muitas das dificuldades.

Inicialmente pensado para apoiar especificamente mulheres em situação de fragilidade devido a um contexto de “separação/divórcio” e “Pós-separação/divórcio”, o Clube dos Devaneios passou por uma evolução no sentido do alargamento das utilizadoras.

Hoje, devido à situação de pandemia relativa ao covid19, decidimos tornar o acesso à plataforma completamente gratuito, quer para as profissionais que propõem os seus serviços e/ou conhecimentos também gratuitamente, de acordo com a sua disponibilidade, quer para as utilizadoras.

 

Como funciona?

  • Para as utilizadoras:

 Após o preenchimento da pré-inscrição na plataforma, a utilizadora recebe um mail de pré-inscrição. Posteriormente, será enviado um email com instruções para a criação de um login na plataforma com o mail e uma password única. A partir daí poderá consultar a lista de profissionais/serviços existente e os respectivos contactos.

O contacto com cada Profissional ou serviço pretendido é sempre feito directamente entre a utilizadora e a profissional selecionada, ou seja, não é disponibilizada a lista de contactos das utilizadoras em momento algum para as profissionais, ficando assim ao critério das utilizadoras as preferências e critérios de escolha.

 

  • Para profissionais:

 Os profissionais, também fazem a pré-inscrição através do mesmo link. E, também, recebem um email de confirmação próprio para profissionais, com informações complementares após a análise da proposta inicial.

A organização e conteúdo das sessões são da inteira responsabilidade dos profissionais.

Esperamos, desta forma, contribuir para elevar um dos pilares da sociedade, as mulheres, afim de propagar o efeito a todos os outros pilares e sairmos desta pandemia um pouco mais sábias e solidárias.

 

 

 

Ver Também

Programa de Ignição – Oportunidade Exclusiva MAO

O Programa de Ignição destina-se a empreendedores que pretendem tornar a sua ideia de negó…