Home Artigos Empreendedorismo Empreendedora vs Empresária: União e Empoderamento no Combate à Desigualdade de Género

Empreendedora vs Empresária: União e Empoderamento no Combate à Desigualdade de Género

No vibrante ecossistema de negócios, as palavras “empreendedora” e “empresária” são frequentemente usadas de forma intercambiável. Contudo, estas representam papéis distintos, cada um com seu conjunto de desafios e oportunidades. Este artigo procura explorar essas diferenças e sublinhar a importância da união entre mulheres neste contexto, em que a desigualdade de género na economia continua a ser uma realidade persistente.

Empreendedoras e Empresárias: Definições e Diferenças

Empreendedora é geralmente considerada aquela que inicia um negócio novo, identificando oportunidades no mercado e desenvolvendo soluções inovadoras. As empreendedoras são impulsionadas pela paixão e pela visão de transformar uma ideia em realidade, muitas vezes começando com recursos limitados e enfrentando incertezas significativas.

Por outro lado, uma empresária é vista como alguém que já estabeleceu um negócio sólido e o gere de maneira eficaz. As empresárias focam-se na sustentabilidade e no crescimento contínuo do seu negócio, podendo gerir empresas de diferentes tamanhos e setores, com estruturas organizacionais bem definidas.

O Desafio dos Preconceitos e Desvalorização

Infelizmente, no mundo dos negócios, ainda existem preconceitos que podem levar à desvalorização dos esforços das empreendedoras por parte de algumas empresárias. A comparação baseada no volume de faturação ou na dimensão do negócio pode criar barreiras desnecessárias. Este tipo de mentalidade não só é prejudicial para a colaboração entre mulheres, mas também perpetua a desigualdade de género que todas enfrentamos.

A União Faz a Força

Num cenário económico onde as disparidades de género ainda são evidentes, é crucial que as mulheres, sejam empreendedoras ou empresárias, se unam e apoiem mutuamente. A solidariedade feminina pode gerar um impacto profundo, oferecendo suporte emocional, partilha de conhecimento e oportunidades de networking que podem ser transformadoras.

  1. Mentoria e Parcerias: Empresárias podem atuar como mentoras para empreendedoras, partilhando a sua experiência e ajudando-as a navegar pelos desafios iniciais do negócio. Parcerias entre empreendedoras e empresárias também podem criar sinergias poderosas, levando ao crescimento mútuo.
  2. Rede de Apoio: Criar redes de apoio e comunidades é vital. Estes espaços permitem a troca de ideias, colaboração em projetos e suporte mútuo, fortalecendo o espírito de comunidade e empoderamento feminino.
  3. Advocacia e Educação: Mulheres unidas podem ser vozes poderosas na advocacia por políticas mais inclusivas e na educação da sociedade sobre a importância de apoiar negócios liderados por mulheres. Este ativismo é essencial para quebrar preconceitos e promover uma economia mais equitativa.

Conclusão

A distinção entre empreendedoras e empresárias não deve ser um ponto de divisão, mas sim de celebração da diversidade de experiências e competências. Num mundo onde a desigualdade de género na economia é uma realidade, a união e o apoio mútuo entre mulheres são essenciais para o empoderamento coletivo. Juntas, podemos construir um futuro onde todas as mulheres, independentemente da fase do seu negócio, têm a oportunidade de prosperar e contribuir para uma economia mais justa e equilibrada.

Ver Também

Metaverso para Negócios: um novo mundo a explorar

O termo “Metaverso” está a ganhar cada vez mais destaque no mundo digital e te…