Home Artigos Carreira 3 Erros que te impedem de manter a consistência

3 Erros que te impedem de manter a consistência

Persistência

Um dos grandes desafios que enfrentamos quando queremos fazer alguma mudança na nossa vida e de alcançar objetivos é mantermos a CONSISTÊNCIA o tempo suficiente para atingi-los.

Quando nos referimos a consistência há duas palavras que têm de ser agregadas à mesma: disciplina e motivação.

O desafio é mantermo-nos motivados, diariamente, para assegurar a tal consistência que nos leva aos resultados que queremos.

Muitas vezes questionam-me: “Patrícia, durante quanto tempo é que eu vou ter de fazer isto até ter resultados?”, mas a minha resposta é sempre: o tempo que for necessário até veres os resultados que queres.

Um dos erros que muitos recém-empreendedores cometem, e que eu própria cometi, é achar que estarem apaixonados pela sua atividade lhes dará a motivação diária para serem consistentes. Não é verdade.

Até podes gostar daquilo que fazes, mas não significa que vais ser sempre consistente. Viver da tua paixão não vai fazer com que faças as coisas.

Por isso, eu acredito que estes são os três obstáculos mais comuns que se colocam entre nós e os nossos objetivos.

1. Acreditar que a MOTIVAÇÃO é suficiente

Caímos muitas vezes no erro de achar que para termos motivação temos de ter um motivo para agir, até porque: Motivação = Motivo para a Ação, certo? Não.

Podes até não concordar comigo, eu compreendo, até porque durante muitos anos eu pensei dessa forma, mas quando eu vim para o terreno e coloquei as “mãos na massa”, percebi que muitas vezes  tinha MOTIVO muito forte para agir, mas em muitos dias não me apetecia fazer NADA!

Claro que é fundamental, começar com um “Porquê” muito forte, mas a questão é que a motivação não é suficiente, porque, inevitavelmente vais acordar e não te vai apetecer fazer nada, mesmo que sejas apaixonad@ pelo que fazes! Não te vendas a esta ideia porque, para além de acabares por te sentires frustrado. És um SER-HUMANO e é normal que não te apeteça fazer nada.

2. Não estar preparado para FALHAR

Quando falamos de consistência, para além de motivação, temos de falar de disciplina.

Um dos motivos pelos quais é tão difícil manter a consistência é que quando tentamos ser consistentes, falhamos. Quando decidimos que vamos ao ginásio todos os dias, que vamos postar nas redes sociais diariamente, vamos comer de uma maneira mais saudável, vamos falhar. É inevitável.

O facto de não gostarmos de falhar torna o processo de adquirimos um hábito muito mais desafiante do que tem de ser porque nós, naturalmente, vamos falhar.

Portanto, torna-se contraproducente achar que não vai acontecer, pois VAI ACONTECER quer queiras ou não. Podemos escolher olhar por outra perspetiva, aceitar que estes pequenos erros são os nossos melhores professores em direção à mudança.

3. Associar Disciplina à falta de LIBERDADE

É a disciplina que nos dá consistência e é a consistência que nos dá resultados, mas muitas vezes associamos a disciplina com monotonia ou falta de flexibilidade. Mesmo que não seja de forma consciente, ao acreditarmos nisto, autossabotamos o nosso cérebro a proteger-nos da mudança porque a associa a algo mau e a nossa mente, a partir daí, tenta manter-nos na nossa zona de conforto. 

O vocabulário que utilizamos tem um papel fundamental. Sempre que utilizar frases de obrigação “Tenho de…” “Não posso…” estamos a dizer ao nosso cérebro que estamos em “dor”. Experimenta antes comunicar contigo mesmo de uma forma positiva, como por exemplo “Eu escolho” “Eu quero” ou “Eu opto por…”.

Existem muitas outras coisas que fazemos no dia a dia que prejudicam os nossos resultados, mas sem dúvida que estes três são grandes tópicos que te impedem de manter a consistência em direção ao alcance dos teus objetivos.  

Patrícia Rosa

Ver Também

Quais as Vantagens do Marketing Multinível?

Como tudo o que vale a pena, não é fácil e dá trabalho, mas para quem se dedica com seried…